Connect with us

Guias

Jogando com crianças em Overwatch

Crianças fazem parte da comunidade ativa de Overwatch, isso é um fato. O jogo não possui sprites de violência massiva e os gráficos chamam muito a atenção dos pequenos por se parecer com uma animação da Pixar. A classificação etária do jogo é a partir dos 12 anos, mas é muito comum encontrar crianças até mais novas que isso jogando.

Hoje vamos falar sobre um problema bem sério que costuma acontecer e que a comunidade deve se unir para evitar e coibir esse tipo de atitude. O assédio e bullyng com crianças no chat de texto de voz.

Aconteceu algo muito desagradável comigo enquanto jogava. No chat por voz, uma criança estava tentando se comunicar com a equipe de forma cordial no Jogo Rápido, mas em troca recebia ódio e muita falta de paciência:

“Volte para o berço!”, “Vá jogar Minecraft!”, “Já tomou sua mamadeira hoje?”, “Eu não paguei caro nesse jogo pra aguentar pivete…”

Entre outras barbaridades muito piores que eu sequer tenho coragem de reproduzir aqui de tão vergonhoso e absurdo que é.

Crianças estão em todos os segmentos eletrônicos, sobretudo nos consoles, e é importante aprendermos a lidar com elas, saber respeitar e tratá-las com decência. O “pirralho” de hoje é o  jogador de amanhã, e eles são muito influenciáveis pelas atitudes que presenciam: se eles só recebem rage, eles aprendem que podem agir dessa forma, e isso não é nada legal. Temos que ser pacientes mais do que o normal.

Quando encontrar uma criança no jogo, aproveite a oportunidade para ensiná-la, incentivá-la a jogar melhor, treinar sua comunicação e paciência. Todos temos o direito de nos divertir e, possivelmente no futuro, aquela criança poderá se tornar um jogador de grande destaque. Sei que não é nada fácil, mas conte até 10 antes de soltar o rage. (Tente) agir da seguinte forma: Evite xingar, sobretudo ela. Sabemos que é complicado segurar alguns palavrões, mas não precisa ficar nervoso ou dar rage sem razão. Não peça fotos, número de telefone e nem perfis em redes sociais. Isso é assédio, e essa dica vale pra qualquer idade. Converse com ela. Crianças gostam de se comunicar quando percebem que há abertura do grupo para isso. Acredite, um pouco de paciência e algumas palavras trocadas se mostrará libertador para ambos os lados. Incentive-a! Considerando que elas possam ter menos habilidade e experiência em jogos, ela poderá passar por situações frustrantes dentro das partidas por não conseguir jogar tão bem quanto o resto. Dizer para que não desanime ajuda a consolidar um bom jogador no futuro. Peça com educação caso ela tenha pego algum personagem que não encaixe no jogo. Claramente essa regra se aplica a qualquer jogador de qualquer idade, mas crianças são muito mais dispostas quando se trata de pedidos educados. A criança é “mal educada?” Tenha paciência e fale que aquela atitude não é legal. Muitas crianças se sentem constrangidas por levarem “bronca” de estranhos. Com o tempo essa atitude pode sumir se todos agirem de forma saudável daqui pra frente. Você não tem paciência de jeito nenhum? Mute os chats. Simples. Você não vai escutar ela, ela não vai te escutar e assim todos jogamos em paz e logo a partida irá terminar. Você é criança e está sofrendo ataques de outros jogadores? Mute seu chat. A regra é totalmente válida para seu caso também. Foi assediado ou ofendido? Reporte! Peça ajuda de seus pais para isso. Finalizando

O que devemos fazer é ter respeito. Não adianta agir de forma presunçosa: não é porque você é mais velho que signifique que seja melhor que o guri de 12 anos (talvez ele até seja melhor que você). Temos que colocar em ação atitudes mais saudáveis para evitar a formação de novos players tóxicos e agir como uma comunidade sempre aberta aos novos membros.

A regra é clara: a boa educação abre portas e torna tudo muito mais agradável, independentemente da idade.

Você joga com muitas crianças? É uma delas? Comente e deixe sua opinião.
ESCUTE NOSSO PODCAST

Advertisement

últimas notícias

News Categories

Must See

Advertisement

More in Guias