Connect with us

Competitivo

Competitivo – é o fim do Meta Triple Tank?

O Meta “Triple Tank” está aí fazendo a festa desde o começo da 3ª temporada. O foco em mitigar dano ainda é muito efetivo com composições com dois suportes e DPS, principalmente com Ana curando seus companheiros mais parrudos.

Entretanto, o servidor principal está prestes a receber as mudanças que está sendo testadas no PTR, e assim como D.Va, Ana também será nerfada. Isso nos leva a questionamentos pertinentes ao competitivo e esse meta: Após esses nerfs, o meta “Triple Tank” ainda será viável?

Ana

É inegável que o atual meta é totalmente sustentado pelo poder de cura de Ana, já que com sua granada biótica, além de impedir a cura dos inimigos, ela atualmente aumenta a taxa de cura em 100% de qualquer fonte durante 5 segundos. Isso causa um impacto totalmente positivo no que cumpre sua função, visto que ela dobra a cura recebida, ou seja, para cada tiro de dardo que ela mesma concede a um aliado, que tem cura base de 75 HP por tiro, com o buff da granada biótica (que já cura 100 HP ao atingir o alvo).

Sob efeito da Granada Biótica, cada tiro cura 150 de vida, o que é absurdamente efetivo, visto que Ana possui 10 dardos bióticos no pente de seu rifle que dispara a uma taxa de 1,25 tiros por segundo, fora outras fontes de cura como outros suportes (Lúcio está sendo o mais utilizado) e Healthpacks.

É uma curandeira excepcional e atualmente a melhor disponível. No PTR, Ana sofreu dois nerfs seguidos, todos no mecanismo de funcionamento da granada biótica. Agora a granada aumenta a taxa de cura apenas em 50% e a duração dela foi reduzida em 1 segundo. Segundo os desenvolvedores essa modificação vai tornar Ana menos poderosa principalmente para aliados com vida base alta, ou seja, justamente os tanques.

D.Va

D.Va atualmente tem 600 HP sendo 400 deles apenas de armadura.

Veja como funciona a mecânica de escudos HP e armadura aqui

Isso permitia que ela fosse o tanque mais resistente do jogo. A proteção proporcionada pela armadura do mecha da coreana é capaz de segurar muito dano, mesmo sem a Matriz de Defesa.

É interessante analisar a trajetória de D.Va no jogo, que sempre foi considerada off-tank, e no início não conseguia cumprir seu papel de absorver dano pela equipe de forma satisfatória, mas que depois de muitas reclamações e pedidos, foi ganhando buffs até chegar ao ponto que está agora: praticamente imortal na mão de quem sabe jogar e com uma Ana assessorando.

Agora, D.Va inverteu sua barra de vida, tendo apenas 200 pontos de armadura e 400 de HP, além de ter o dano de seus projéteis do Canhão de Fusão diminuídos. Isso, segundo a equipe de desenvolvimento torna D.Va mais consistente e vulnerável a seus counters, visto que nem o Reaper estava sendo capaz de parar a coreana.

Roadhog

Roadhog sempre esteve envolvido em discussões sobre seu gancho fantasma e quebrado desde que o jogo foi lançado, e só agora corrigiram o problema. O que ocorreu com Roadhog nem foi um nerf, mas sim uma correção de glitch.

Atualmente o gancho dele age como um rastreador, com campo de visão próprio, se conectando ao primeiro inimigo que estiver em seu caminho, ignorando quebras de linha de visão e produzindo puxões altamente bizarros por trás de paredes e cantos. Agora, a conexão do gancho será estabelecida pela linha de visão do próprio Roadhog.

Os ajustes ainda estão sendo testados, mas a comunidade recebeu com grande alívio esse patch (inclusive jogadores main de Roadhog) pois deixou o herói mais coerente. E o Meta?

Devido a isso o meta, que é baseado principalmente em Ana e tanques, mudará depois que essas atualizações chegarem ao servidor principal?

Provavelmente não.

Ana apesar de nerfada, ainda é um curandeira poderosa capaz de segurar bem o dano da equipe e mesmo não sendo tão efetiva como está agora, a Granada Biótica ainda fornece 100 HP no impacto.

O que pode mudar talvez seja a composição de suporte secundário, como Lúcio, que com esse nerf da granada da Ana fica bem menos eficaz com sua cura passiva (lembrem-se, a granada aumenta a taxa de cura de TODAS as fontes). Lúcio é um personagem muito versátil, mas talvez uma Mercy seja mais efetiva agora.

Se mudar o meta, a tendência é que a configuração 2-2-2 volte a se estabelecer, pois, curar apenas dois tanques é bem mais fácil que curar 3 deles.

D.Va provavelmente sairá do cenário, apesar do nerf ser coerente. Isso vai abrir espaço para que Zarya volte ao Meta, e Roadhog é uma incógnita ainda. Os desenvolvedores ainda não ajustaram o gancho de forma satisfatória então fica complicado prever se será efetivo ou não no Meta na posição de tanque.

Vocês acham que o “Triple Tank” é um meta ruim? Concordam com as mudanças que estão sendo testadas? Comentem.

ESCUTE NOSSO PODCAST

Advertisement

últimas notícias

News Categories

Must See

Advertisement

More in Competitivo