Connect with us

Guias

O modo Capture a Bandeira realmente funciona?

O evento do Ano Novo Lunar trouxe para nós uma nova contenda, muito esperada. O modo Capture a Bandeira sempre foi muito solicitado pela comunidade. Entretanto, claramente existem problemas quanto a esse novo modo. Vamos discutir o que deu errado e como poderia melhorar.

O modo capture a bandeira é muito comum em jogos multiplayer, pela dinâmica envolvida entre atacar e defender ao mesmo tempo. Funciona muito bem em vários jogos, inclusive mobas, mas aparentemente não funciona tão bem assim em Overwatch. Por que?

A primeira coisa que temos que abordar, e que Overwatch é um jogo baseado em classes e sinergias. Não existem personagens iguais e cada um é melhor que outro em alguns aspectos. Genji, Sombra, Lúcio… todos esses personagens e mais alguns outros são muito mais velozes que suas contrapartes. Além disso, outras habilidades levam vantagem sobre muitas outras, no que toca à anulação de dano e invulnerabilidade.

A bandeira em Overwatch precisa ser capturada obedecendo um pequeno delay de 3 segundos. É muito pouco tempo, mas é o suficiente para evitar que algumas habilidades mais roubadas entrem em ação. Uma Tracer por exemplo, poderia facilmente arremeter para a bandeira, capturá-la e usar Recordação para voltar em segurança. Esse sistema previne que esse tipo de jogada aconteça, mas mesmo assim ainda não é perfeito. Personagens rápidos ainda são um problema já que para quem está defendendo, uma vez perdida a bandeira, é muito difícil recuperá-la.

Defensivamente falando, o jogo já ficou com uma regrinha pré-estabelecida: Bastion, Symmetra e Tobjörn. Praticamente metade de ambos os times abusam desses personagens para tentar manter sua bandeira em segurança. Essa atitude altamente defensiva nos leva também ao outro problema, o empate. Cerca de 80% das partidas de capture a bandeira nessa contenda terminam em empate, o que é muito frustrante para a grande maioria dos jogadores.

Kaplan fala no vídeo abaixo sobre a criação do modo e quais problemas estavam envolvidos nisso e afirma que está imperfeito ainda, portanto feedback é necessário.

Prós

O modo é divertido, apesar de tudo. Além disso trouxe ao cenário do jogo personagens comumente impopulares como Bastion, Symmetra e Sombra.

A mecânica nova de defender e atacar ao mesmo tempo faz repensar estratégias já muito consolidadas em Overwatch, principalmente na escolha dos personagens.

Servirá para o futuro, em um modo fixo. O modo será implementado após o final do evento após sofrer ajustes, é claro. Isso é totalmente inédito, já que essa será a primeira contenda diferenciada que permanecerá. Talvez isso não ocorra imediatamente, mas já está nos planos da empresa.

Forçará novos designs de mapas e versões dos já existentes (assim espero). Isso porque, como falaremos nos problemas abaixo, mapas antigos não serão de muita utilidade. Contras Bandeira

O modo pode ser frustrante, apesar de divertido. Há empates demais para justificar jogar o modo no momento e esses empates nem ocorrem por habilidades compatíveis, mas sim porque a área defensiva do modo é mais forte que a ofensiva.

O ponto de ressurgimento é muito longe da bandeira. Isso é muito ruim, visto que você tem que andar muito para poder estar apto a defender sua bandeira novamente. Essa distância toda permite que a equipe inimiga ataque constantemente sem que você tenha chance de se defender, isso é injusto. Para os dois lados.

A bandeira reaparece na base muito rápido. Quando ocorre um abate de equipe, é muito comum um jogador capturar a bandeira e levar rapidamente à sua base enquanto outro aliado seu aguarda na base inimiga para capturar novamente a bandeira enquanto os inimigos voltam do respawn, porque a nova bandeira ressurge imediatamente. Isso é injusto com a equipe que foi derrotada por um mecha explosivo, pois ali se perde literalmente 2 bandeiras de uma tacada só. Mapas

Os mapas não são adequados. Sim, o evento é chinês, portanto usar Lijiang para ele faz todo sentido dentro desse preceito. Entretanto Lijiang não é adequado de forma alguma a esse modo. Os mapas são muito pequenos, há gargalos demais e as bases ficam muito próximas uma da outra. No Centro de Controle, é muito comum as partidas não durarem nem 2 minutos quando ocorrem sequências de capturas pois as bases são praticamente no mesmo local. Personagens

Tanques são um problema. Devido ao delay para capturar a bandeira, é muito comum utilizarem dois ou três tanques para realizar a captura no ataque. Isso tem dois motivos básicos: primeiro que alguns tanques anulam dano, permitindo capturar a bandeira muito facilmente, e segundo, todos eles conseguem sobreviver mais tempo para destruir as defesas dos inimigos.

Escoltar aliados e interromper inimigos com a bandeira não tem sentido ou eficácia. O jogo é muito dinâmico, e como já disse, as habilidades dos personagens mais velozes contam muito. Escoltar um Soldado 76 que tem corrida infinita é totalmente ineficiente. Interromper um inimigo também é muito difícil, pois, a menos que você esteja com sorte, atravessando o seu caminho, ele conseguirá fugir com facilidade. Perseguições não existem aqui. Possíveis soluções Mapas

Defensivamente falando, é complicado modificar algo aqui, visto que ao meu ver, o trio perfeitinho sempre estará presente. Com a adição de novos personagens ou restrições, poderíamos forçar os jogadores a serem mais criativos na defesa. Entretanto restringir não é algo que os desenvolvedores fariam.

Os mapas precisarão de um redesenho total, fazendo com que a sala de ressurgimento fique mais próxima da bandeira, facilitando assim a defesa da mesma.

Novos mapas devem ser criados ou então os existentes alterados para se adequar melhor ao modo. Devem ser amplos e grandes o suficiente para que a bandeira capturada tenha chance de ser devolvida. Mapas de escolta de carga seriam ideais por serem amplos, mas deveriam ser modificados para equilibrarem os pontos defensivos, já que caracteristicamente esses mapas costumam favorecer mais a defesa do que o ataque à medida que se avança. Bandeira e Personagens

Além disso, um delay de respawn na bandeira, algo em torno de 5 ou 10 segundos seria o ideal para coibir capturas absurdas e daria tempo para ambas as equipes ser reorganizarem. Do jeito que está, qualquer erro cometido é punido severamente sem que haja chance de mudar a estratégia para tentar virar o jogo.

As habilidades do personagem deveriam ser desativadas enquanto ele estiver de posse da bandeira. Kaplan disse que tentaram fazer algo parecido, mas que isso não seria Overwatch. Eu discordo fortemente. Desativando as habilidades do portador da bandeira permitiria um jogo mais justo. Caberia à equipe de ataque agir como escolta protegendo seu aliado enquanto ele retorna a base, coisa inexistente atualmente. Além disso permitiria que tanques não levassem tanta vantajem assim depois de capturarem a bandeira.

O modo é muito promissor mas precisa de muitos ajustes para que se torne totalmente divertido e justo. Vocês concordam com as afirmações acima? Acham que há mais alguma coisa que possa ser melhorada? Vamos conversar!

ESCUTE NOSSO PODCAST

Advertisement

últimas notícias

News Categories

Must See

Advertisement

More in Guias